MANIFESTO VERÃO 2015/2016

1658237_652811564779116_1437189619_o_Fotor

A Rádio Caruncho FM Livre de Cachoeira do Sul é uma rádio livre, criada, articulada, mantida e reativada pelas pessoas que vem de baixo, por quem faz a luta junto aos movimentos sociais, pelo empoderamento da mulher e da apropriação dos meios tecnológicos de comunicação para o fortalecimento dos vínculos, das práticas, da reflexão e da resistência.

A nossa rádio foi criada por jovens em busca de autonomia e de protagonismo de suas próprias vidas, fazendo de suas celebrações e modos de vida, uma forma de prática política.

Neste verão, ao pegar o microfone, subir a antena e modular no espectro sonoro brasileiro e riograndense, as filhas e filhos de Cachoeira do Sul estarão fazendo a ação direta contra o “estado das coisas”, contra o conservadorismo reacionário, contra misoginia / racismo / machismo / homofobia, ao ligar o rádio ou ouvir na internet, nossas amizades saberão que nossa geração não vai se entregar e que nossas práticas de resistência também serão festivas.

Nosso enfrentamento se dá nas ruas, nos rádios, na internet, nos livros e em nossa liberdade!

Bem-vinda estação da diversão e da resistência!
Bem-vindo verão do capão, do seringa, do mauá, da caixa d´água, da bica, do beco, da cristo, carvalho, do lambert, da pista de skate, do chatodô, da ponte do jacuí, das praças, das ruas e das lutas!

ESSE VERÃO É NOSSO!
ESSE VERÃO É CARUNCHO!
88.7 FM Livre

[audio] Como foi a oficina de Rádio Livre II

oficina

“Rádio Alice transmite: musica, noticias, jardins floridos, conversa fiada, invenções, receitas, horóscopos, filtros mágicos, amores, boletins de guerra, fotografias, mensagens, massagens, mentiras…”

Rádio Alice é uma experiência paradigmática de comunicação no contexto de um modelo sócio-existencial-político-econômico que se materializava como projeto nos anos 70 na Itália. Bologna em 74-77, tempo de gestação e vida de Alice, pode ser comparada à Paris de 68: um imenso laboratório ético-político construindo as bases para um mundo que virá. Sua gestação foi também movida pela publicação do primeiro dos grandes tratados políticos desse mundo que virá: Lógica do Sentido, de Gilles Deleuze, um livro sobre Alice.

São nos milhões e milhões de Alices de potência que a Rádio Caruncho e o Rizoma de Rádios Livres se inspiram para realizar o enfrentamento diário do espectro sonoro contra os grandes latifúndios das ondas sonoras nos rádio brasileiros.

Durante a oficina as pessoas que participaram do evento fizeram a leitura da carta de princípios, foram discutidos cada aspecto da carta, bem como o microfone circulou livremente de mão em mão para informar, conscientizar e fortalecer a luta social dos que vem de baixo.

2014, Rádio Caruncho FM Livre é fogo na bomba!

Para ouvir o bate-papo da oficina:

Para baixar o áudio

[Informativo] Rádio Livre Ataca: Traga sua vontade de fazer liberdade

A Rádio Caruncho FM Livre de Cachoeira do Sul é uma atividade legítima de liberdade de expressão, livre exercício do direito a comunicação, instrumento de liberdade de expressão e ferramenta de empoderamento de pessoas, grupos, coletivos, federações, redes, entidades e sindicatos.

Qualquer pessoa que compartilhe dos declarados em nossa Carta de Princípios pode trazer seu programa e fazer parte de nosso coletivo de rádio, estamos com diversos horários abertos em nossa programação. Entre em contato.

Muito mais do que simplesmente ligar os microfones e soltar a sua voz, convidamos mulheres e homens à integrar um grupo de pessoas interessadas em tornar a radiodifusão uma forma democrática, descentralizada, horizontal e autogestionada de enfrentamento ao grande capital, a toda ordem hegemônica e contra o imperialismo que sufoca e destrói iniciativas sociais em busca altos e crescentes lucros diários.

Queremos a sua voz, sua luta e sua participação neste 2014 rebelde. Contra a Copa que desabriga e excluí, contra os agrotóxicos e transgênicos que intoxicam nossos alimentos, contra o crescimento acelerado e a qualquer custo disso que alguns chamam de civilização, em favor da mobilidade urbana, da agroecologia, da autogestão e da organização dos povo, em luta contra essa máquina fumegante de destruição e opressão.

Resista, lute, enfrente!
2014 Rebelde
Não vai ter copa!

Carunchas e Carunchos, de todas as querências.

Encontro de rearticulação da Rádio Caruncho

reaticulacao-radio

A Rádio Caruncho FM Livre vai voltar! Precisamos da presença e da ajuda de todxs, ocupe o espaço, aproprie-se da programação da rádio e faça sua luta social através dos microfones.

Programação:

  • Apresentação do Rizoma de Rádios Livres e histórico da rádio caruncho
  • Leitura da Carta de Princípios
  • Bate papo sobre Rádio Comercial, Rádio Comunitária, Rádio Livre e Rádio Pirata
  • Democratização dos meios de comunicação
  • Autonomia, autogestão, inventários e necessidades da rádio
  • Apresentação de novxs programadorxs e voluntárixs
  • Formação grade de programação provisória
  • Jantar coletivo (trazer contribuição em dinheiro ou alimentos)

http://caruncho.radiolivre.org/

Evento no Facebook (pra quem curte):
https://www.facebook.com/events/590189771020040/

[audio] Assembleia Popular de Cachoeira do Sul (29/06/2013)

114378773_05799823c6

Em assembleia popular realizada no dia 29 de junho de 2013 em Cachoeira do Sul, a Rádio Caruncho FM Livre realizou o registro em áudio das falas, encaminhamentos, diretrizes e propostas do evento.

Link para download do arquivo MP3

Programa da Bicicleta #01

Nesta Terça-feira, as 20h, um grupo de voluntárixs pedalou até os estúdios da Rádio Caruncho FM Livre e deram início ao “Programa da Bicicleta“, um espaço na programação libertária da rádio às pessoas que adotam ou desejam adotar a bicicleta como estilo de vida, veículo de transporte, agente de transformação social, opção de esporte e lazer.

No programa são apresentadas informações sobre os eventos ciclísticos da cidade, notícias do Brasil, América Latina e do outro lado do mundo. Também pode-se ouvir contos e causos sobre passeios, hematomas e sustos no trânsito. É claro que a trilha sonora não pode fica de fora, afinal a revolução só nos pertencerá, se nela pudermos dançar.

Acompanhe como foi e fique espertx para o programa da próxima terça.
Link para download do programa

Mês de estréias na caruncho fm livre

The Old Jukebox

Neste mês de maio, celebramos a retomada da programação da rádio caruncho com novidades na grade, que apresentam a diversidade de ideias dxs novxs voluntárixs do coletivo. As estreias trazem ânimo e novas sugestões de apropriação para este espaço libertário de expressão.

As novidades começam já nesta terça-feira, 20h, com a chegada do “Programa da Bicicleta“, uma coalizão das iniciativas comunitárias de bicicletas e grupos ciclísticos de Cachoeira do Sul, que trarão informações sobre passeios, eventos, notícias, entrevistas, roteiros, dicas e histórias de hematomas. Já na quarta-feira serão dois novos programas. Às 20h tem a chegada do “Distorceria“, trazendo uma hora de punk e hardcore e na faixa das 21h, é o debut do riottalkDe pernas pro ar“, o primeiro programa feminino/feminista na caruncho.

Ainda neste mês teremos outras duas estreias. Confira a grade de programação, acompanhe os programas e se você quiser ocupar um de nossos horários, leia nossa carta de princípios e faça parte desde coletivo de mídia independente engajado na promoção do pensamento crítico e de uma outra lógica nas relações sociais de nossa comunidade.

Hoje: Sopa de Pedras e a retomada da Rádio Caruncho

Faz de conta que é batata?

Segunda-feira é dia de Tijolada! na Rádio Caruncho FM Livre, o programa de Metal e Hardcore da nossa programação. Por isso, hoje vamos comemorar a retomada da programação da rádio, os novos programas, novxs voluntárixs e ampliação das atividades com um jantar. No cardápio será servida uma sopa de pedras (pois os tijolos serão usados na faixa das 22h).

Receita de Sopa de Pedra

Ingredientes

  • Nenhum ingrediente definido;
  • Nenhum cozinheiro definido;
  • Colaboração coletiva e espontânea.

Modo de preparo

  • Reúna os convivas;
  • Cada um ajuda com e como pode;
  • Não tem hora pra acabar.

Requisitos

  • Traga sua colaboração;
  • Traga sua bebida.

Programa Especial: Um ano da Rádio Cordel Libertário

Desde o surgimento dos grandes meios de comunicação (Jornal, Rádio, TV, e agora Internet) percebemos o impacto politico/social/cultural que é eles estarem nas mãos da Classe Dominante, sendo um dos meios de legitimação do seu poder, e sabendo disso o povo organizado sempre fez questão de criar seus próprios meios de contrainformação, tendo sempre o Estado e a Classe Burguesa como seus principais obstáculos, sendo reprimidxs ou mortxs todxs que ousam auto organizar sua comunicação.

Mesmo assim a cada dia que passa mais pessoas tem acreditado que podem elas mesmas construir seu próprio meio de comunicação e dessa forma contribuir para a organização e luta popular. É nesse contexto que a Rádio Cordel Libertário Nasce e Resisti durante esse 1 ano, com todas as dificuldades de um meio de comunicação autogestionário, mas também com toda a alegria de cada vez mais ser uma Opção Libertária e Anarquista não só aos meios de comunicação burgueses mas também a esquerda autoritária.

O Mérito desse 1 ano da Cordel Libertário não é somente do Coletivo Autogestor da Rádio, mas principalmente de todo mundo que contribuiu e contribui até hoje de todas as formas possíveis para fortalecer os meios de comunicação libertário e anarquista, desde os periódicos anarco-sindicalistas do inicio do século XX, o surgimento dos zines na década de 80 até as Rádios Livres e Libertárias (seja através de transmissor ou somente WEB) do século XXl.

E é por isso que nessa Quinta-Feira 22/03 as 21:10 nessa transmissão especial convidamos integrantes de rádios livres e libertárias de vários lugares do Brasil (e também parceiros da Cordel) para conversarmos sobre meios de contrainformação nos dias de hoje.

Estarão presentes:

Ailton, Rodrigo, Lila, Fábio e Cristiane da Rádio da Juventude de São Vicente/SP. http://radiodajuventude.wordpress.com/

Alexandre Osvaldão integrante do Mídia Independente e Membro do Coletivo Aparecidos Políticos de Fortaleza/CE. http://www.aparecidospoliticos.com.br/

Vertov da Rádio Caruncho FM Livre / Centro de Inovação Social de Cachoeira do Sul/RS. http://caruncho.radiolivre.org/

Vicente participante do Espaço Libertário Moinho Negro e da Rádio Antena Negra de Porto Alegre/RS. http://anarcopunk.org/moinhonegro/ e http://antena-negra.noblogs.org/

Também Haverá o Debate: Quais as principais dificuldades para criar e manter uma Rádio Livre e Libertária atualmente no Brasil, e qual a importância delas na Organização e Luta Libertária e Popular?.

Em rede: Rompendo fronteiras: construindo mídias rebeldes

Nesta quinta-feira, 21h, a Rádio Caruncho FM Livre, de Cachoeira do Sul, tem o prazer e o orgulho de integrar junto com a Rádio Cordel Libertário, de Salvador, a rede de rádios livres e libertárias na transmissão desse bate-papo interessantíssimo e importante para nossa sociedade.

Rompendo fronteiras: construindo mídias rebeldes

Comunicação é importante para qualquer organização, a questão que vemos poucas análises e reflexões da realidade de forma libertária, e de certo modo ficamos reféns dos meios de desinformação.

Por isso o programa “ROMPENDO FRONTEIRAS: Construindo Mídias Rebeldes“, tem o objetivo de construir um debate/reflexão em torno deste tema e resgatar, relembrar, criar diversas formas de comunicação e assim descentralizar essa difusão e diálogo libertário de maneira autogestionária, onde possamos ser nós mesmxs aquilo que acreditamos pelo processo de auto-educação e assim construirmos uma longa rede de comunicação libertária/anarquista.

Comunicação e Organização são coisas que se complementam, entendemos a rádio cordel e outros espaços de comunicação libertária como um campo fértil para se construir e fortalecer organizações libertárias/anarquistas, rompendo e desconstruindo barreiras impostas.

E para dar inicio a esse primeiro programa começaremos debatendo o Zine, sua história e importância na comunicação libertária/anarquista, e para conversar sobre isso traremos:

  • Márcio Sno, fanzineiro e documentarista (Autor do Documentário “Fanzineiros do Século Passado”) de São Paulo/SP.
  • Companheirxs Fanzineirxs do Squat Korr-Cell de Blumenal-SC.

Também teremos o debate: “Até que ponto a internet aumentou nossa comunicação e diminuiu nossa independência? E qual o papel dos zines como um meio de comunicação libertária e anarquista hoje em dia?

Participe!